quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Uruguai de carro

No final do ano passado, viajamos de carro pelo litoral uruguaio, seguindo de Porto Alegre até Colônia do Sacramento. É um passeio bem bacana de se fazer, especialmente em épocas de duplicação da BR-101, em que uma viagem até Bombinhas pode levar 11 horas como ocorreu com alguns amigos. Com 11 horas de viagem em direção ao sul, você praticamente chega em Montevidéo.

Antes de sair nós fizemos apenas um planejamento básico dos lugares que gostaríamos de conhecer e quantos dias pretendíamos ficar em cada lugar. A viagem teve muitos pontos altos, mas não conseguimos cumprir o planejado, então achei por bem passar no blog a nossa experiência pra quem pretende fazer a mesma coisa, pra que não caia nas mesmas roubadas que nós caímos.

Boas razões para ir ao Uruguai

  • A estrada é boa e tranquila. Você só vai pegar movimento de Porto Alegre à Rio Grande e isso se for em dia de semana. Nós viajamos no dia 25/12 e a estrada estava super calma. De Rio Grande em diante é uma tranquilidade só.
  • O limite de velocidade na maioria das estradas è 110 Km no Uruguai
  • Segurança. No hotel que ficamos em Piriápolis eles deixavam a porta aberta durante à noite. Sem ninguém na portaria.
  • A gorjeta nos restaurantes é opcional, como deveria ser sempre, diga-se de passagem.
  • O leite, o iogurte, o sorvete e a carne deles são melhores que o nosso, não tem como comparar.
  • Comprinhas no Chuy.
  • Pra quem não gosta de tomar café da manhã no hotel, é possível optar por diária sem café da manhã, mais em conta.
  • Os uruguaios não têm a mania de colocar o som a todo volume na beira da praia, cada carro competindo com o outro pra ver quem tem o som melhor.
Coisas não tão boas no Uruguai

  • Você vai gastar mais do que pra ir pra Santa Catarina. De Porto Alegre à Rio Grande são 5 pedágios, totalizando mais ou menos R$ 30.
  • As praias de mar do Uruguai têm águas frias. Mas não peguei nenhum dia em que a cor da água estivesse escura. Nas de rio, especialmente em Montevidéo e Colônia, a água é quente até demais.
  • Pra quem gosta de buffet livre, esqueça. O Uruguai não é o lugar.
  • As estradas são excelentes, mas você paga por isso. Cada pedágio custa em média $ 44 pesos (R$ 4,40).
  • É praticamente impossível chegar sem reserva em qualquer que possua praia de mar (de Punta del Este até Punta del Diablo) no período de janeiro ou fevereiro e conseguir um lugar bom, bonito e barato pra ficar. Em La Paloma queriam nos cobrar 90 dólares por um 2* que nem sequer ventilador de teto tinha. Não ficamos.
  • Os cafés da manhã dos hotéis e pousadas não se comparam com os do Brasil. São bem ruinzinhos, só café com pão e geléia mesmo. Às vezes, rola um suco de laranja.
IMPORTANTE: Pra atravessar a fronteira de carro, tem que fazer um seguro antes de sair do Brasil, que eles chamam de Carta Verde. Se não fizer, você não passa. Tem mais: o veículo tem que estar no nome do motorista. Se não estiver, tem que ter uma autorização firmada em cartório pelo proprietário.

Alguns preços

Jantar pra 2 pessoas: aproximadamente 30 reais, tomando refrigerante e pedindo um prato "normal": uma carne com guarnição ou massa.
Sorvete (diga,se de passagem, O SORVETE): 4,50 reais, dois sabores e bem servido.
Diária em hotel: Varia conforme o lugar e a época do ano. Em Montevideo, ficamos em um 4* muito bom por aproximadamente 100 reais, mas se consegue hotel até por 40. Em Piriápolis, ficamos em um 3* simples, mas aconchegante por 80 reais a diária. Em Punta del Este não havia nada por menos que 150 dólares. Não ficamos.
Cabanas para alugar em Punta del Diablo, aproximadamente 80 reais
Gasolina: mais ou menos o mesmo preço do Brasil (deve-se pedir nafta).
Pras meninas: é possível encontrar roupas com preços bem acessíveis.

Em geral, os outros preços regulam com os do Brasil.

Coisas Imperdíveis de se fazer na minha opinião

  • Em Montevidéo, apreciar um pôr do sol à beira-rio.
  • Subir o Cerro San Antonio em Piriápolis. A vista é linda.
  • Provar o sorvete da Arlecchino em Punta.
  • Caminhar no calçadão de Punta e se sentir chique.
  • Visitar a catedral de Montevideo. É muito bonita.
  • Se você tiver fôlego e gostar desse tipo de aventura, subir o Cerro Pan de Azucar em Piriápolis.
  • Visitar o Forte de Santa Teresa.
  • Tomar um banho no Rio da Prata.
  • Visitar Colônia do Sacramento, cidade histórica que a gente ouve falar muito nos tempos de escola.
  • Passar uma tarde em Cabo Polônio, a praia onde não há eletricidade ou água encanada (essa ficou pra próxima, pra nós).
Nos próximos dias, vou falar das cidades e praias que visitamos e suas atrações.

8 comentários:

Márcio disse...

Oi Ane. Sou de Nova Petrópolis/RS e cheguei no seu blog procurando informações sobre o Parque das 8 Cachoeiras de São Xico de Paula.

Fiz um passeio muito parecido com o seu para o Uruguai. Já fui de carro também para o Deserto do Atacama no Chile e em breve iremos para Machu Picchu.

Estive também em jul/08 na China e Índia.

Pelo que vi gostas de viagens. Visite meu blog. É o www.turismoeaventura.blogspot.com. Tem várias dicas legais lá.

Parabéns pelo seu blog.

Black disse...

gostaria de ver fotos dessa viagem... sou da Revista Viagem e Turismo e iremos publicar uma materia de uruguai e para isso estou procurando fotografos.... meu email é fabio.paiva@abril.com.br

Carol disse...

Ane, amei suas dicas... estou indo em familia desde Sao Paulo para o Uruguai de Carro, mas queria te fazer duas perguntas:
1 - como se consegue esse seguro: Carta Verde??
2 - gasolina (deve-se pedir nafta) - o que isso quer dizer??
Obrigada
Carol

Ane Callegaro disse...

Resposta para a Carol:
1. A carta verde nos países do Mercosul. Equivale ao nosso DPVAT. Nós fizemos no Banco do Brasil, mas existem outras seguradoras que o operam no Brasil como o HSBC, a Allianz, a Sul América, entre outras.

2. Nafta é o nome da gasolina no Uruguai. Se você pedir por gasolina, eles vão entender outra coisa. O equivalente a nossa gasolina para eles é o nafta.

Jeane Machado disse...

Oi Ane,
Já estive no Uruguai mas fui de avião, porém pretendo com meu marido ir de carro saindo do Rio de janeiro.
Concordo com vc em tudo em relação às suas opiniões. Então pra quem não conhece este pequeno e maravilhoso país, pode se guiar pelo seu blog. Parabéns!

enedir disse...

Oi Anne!!
Estou pretendendo fazer essa viagem com um casal de amigos, mas de carro estamos com um certo receio,qual seria uma outra opção?

Ane Callegaro disse...

oi, Enedir,

Eu não vejo muito
problema em ir de carro. As estradas do Uruguai são boas e seguras. Não vejo muito como se perder, a sinalização em geral é boa.

Transporte coletivo não é muito fácil e se você fosse de avião, não
teria muita mobilidade, teria que alugar um carro ou se deslocar de
táxi.

Alexis Cabovianco disse...

ola Ane.
Meu nome e Alexis, sou Uruguaio e moro em Goiânia já faz anos, em setembro agora estarei de ferias e vou para Uruguay de carro também, saindo de Goiânia claro, com respeito ao que vc falou do Uruguay concordo plenamente com vc, sou apaixonado pelo meu pais, vou umas vezes por ano mais ou menos, e toda vez que vou e como se fosse a primeira, para mim e uma delicia me sentir um turista la, agora para quem gosta de natureza dou uma dica, a km de montevideo fica a cidade de Minas, e onde eu moro, e uma cidade rica em turismo ecológico com lugares maravilhosos que vale a pena conferir, obrigado beijos a todos,